automação-têxtil

mar 16

A automação têxtil é o processo que visa garantir maior qualidade e produtividade às atividades humanas. Por isso, é tão importante investir em máquinas e tecnologias para evitar falhas e reduzir custos.

Sendo assim, esse conteúdo irá abordar o conceito de automação e a importância dessa prática para a indústria têxtil. Bem como uma lista de aplicações nos procedimentos industriais. Acompanhe!

O que é automação têxtil?

A automação têxtil auxilia as atividades humanas através de máquinas que facilitam a produtividade de uma indústria. Dessa maneira, o que era extremamente manual, passa a ser independente, de forma a otimizar os procedimentos e evitar erros.

Para qualquer indústria, a automação precisa estar presente em todos os setores da cadeia produtiva. Na têxtil, a automação estará nas fases de acabamento, confecção, estamparia, tecelagem e tinturaria, por exemplo. O objetivo aqui é aumentar a produtividade, a competitividade e a autoridade do negócio perante ao mercado.

Assim, são utilizadas máquinas, softwares e programas inteligentes para realizar atividades humanas de forma mais eficiente e rápida. Essa prática auxilia tanto os processos produtivos quanto o desempenho dos profissionais.

No fim, a modernização ajuda no controle de qualidade e na segurança. Bem como, na economia da indústria ao evitar erros, retrabalhos e desperdício.

Vale destacar que essa é uma prática que surgiu junto a Indústria 4.0. Isso porque a quarta geração aborda o uso de tecnologias, robôs e máquinas para facilitar a produção e aumentar a qualidade. Aqui, todos os equipamentos estão conectados e geram uma grande rede de informações que auxilia na busca por melhores resultados.

Dito isto, a automação passa a fazer parte dos procedimentos industriais. Apesar de já ter conceitos mais elaborados sobre a Indústria 5.0, a automação e os processos tecnológicos vão sempre fazer parte das próximas gerações. O que muda é a relação entre o homem e a máquina, e as adaptações quanto a ela.

A importância dessa prática para as indústrias

automação-têxtil.

De acordo com um artigo sobre “O impacto da automação na indústria têxtil no município de Jaguaruana- CE”, adotar automação em indústrias têxteis significa ter linhas de produção mais flexíveis e dinâmicas, focadas na redução dos custos operacionais e de desenvolvimento.

Além disso, o estudo ainda afirma que as máquinas automatizadas, usadas nas fábricas inteligentes do setor têxtil, oferecem resultados mais repetíveis e consistentes.

Quando as fábricas apostam na automação industrial, elas eliminam os problemas de controle de qualidade envolvidos com o erro humano. Com automação industrial, os processos podem ser cuidadosamente regulados e controlados, de modo que a qualidade do produto final seja mais consistente”.

E ainda, mesmo que ocorra erros por parte do operário, o sistema automatizado tende a evitar essas falhas. A tecnologia das máquinas reduzem as chances de acidentes e imperfeições.

Segundo uma rápida análise sobre a automação industrial, os negócios que adotam esse conceito aumentam a competitividade porque:

  • Reduzem os custos de pessoal, graças a automação das máquinas e o controle da empresa. Por outro lado, é necessário investimento para realizar a automação e maior qualificação humana;
  • Aumentam a qualidade dos produtos, já que as máquinas são mais precisas que o homem. A repetição garante a qualidade constante;
  • Diminuem os custos de estoques. Com o aumento da produtividade não há necessidade de grandes estoques;
  • Reduzem o número de produtos desperdiçados;
  • Otimizam o tempo gasto no projeto e na fabricação de novos produtos. As máquinas programáveis podem desempenhar diferentes operações;
  • Têm maior possibilidade de modificações no produto com facilidade;
  • Alcançam respostas mais rápidas às solicitações e mudanças do mercado.

Como aplicar esse modelo no dia a dia

Apesar de não ser um conceito novo, a automação na indústria têxtil, a cada ano, ganha mais notoriedade. Conforme uma pesquisa realizada pela GS1, a última edição do Índice de Automação da Indústria aponta um crescimento de 2% da adaptação a esse modelo, se comparado a 2019.

E 15% pretendia investir em automação ainda em 2020, enquanto 43% planejava investir após a redução da instabilidade econômica gerada pela pandemia.

Mesmo sendo uma prática crescente a cada período, é preciso destacar que para modernizar, aumentar a produtividade e competitividade da indústria têxtil é essencial a adoção do uso das tecnologias e de máquinas automatizadas no setor.

Por isso, reunimos a seguir uma lista com 5 aplicações de automação têxtil para a sua indústria!

1 Integração dos setores e formação de dados

A automação têxtil precisa estar presente em todos os setores e em toda a cadeia produtiva. Sendo assim, a utilização de softwares de gestão ajudam a integrar as equipes e facilita o compartilhamento dos dados de maneira mais eficiente entre elas.

Além disso, a utilização de máquinas inteligentes facilita a geração de dados. Muitas delas já possuem programas que indicam momentos ideais de manutenção, de produtividade e outros indicadores. E com a integração de uma máquina com a outra, por meio da Internet das Coisas, por exemplo, é possível ter uma visão maior do todo para desenvolver estratégias que afetam diretamente a produtividade.

No fim, a geração de dados e informações será maior, facilitando o surgimento de insights. Bem como será mais simples identificar falhas em cada fase para evitar erros nas próximas.

Vale destacar ser possível utilizar ERP, que é um sistema integrado de gestão empresarial para interligar todos os dados e processos da indústria em um único sistema. Assim como também é possível usar o Controle de Supervisão e Aquisição de Dados (SCADA) para monitorar e controlar as atividades industriais. Além de obter conclusões com o intuito de corrigir falhas.

2 Monitoramento de estoque e controle de suprimentos e materiais

Da mesma maneira, a automação pode ser aplicada com a ajuda de softwares de gestão de estoque. Ou seja, as atividades manuais passam a ser excluídas, aumentando a assertividade do controle de suprimentos e materiais.

O sistema escolhido precisa automatizar as atividades que envolvem recebimento, estocagem, conferência, movimentação, expedição e emissão de documentos. Assim será mais fácil ter uma atualização da situação do estoque em tempo real. Como também será possível uma maior análise de informações e dados, organização e estruturação do setor.

3 Sistemas automatizados de modelagem, corte e secagem

automação têxtil

Utilizar máquinas automatizadas reduz o desperdício, o custo de produção e uso de materiais. As tecnologias aplicadas à confecção facilitam a identificação de falhas. O tempo dessas atividades será reduzido, aumentando a produtividade, tendo em vista a importância da etapa de confecção para a indústria têxtil.

Aqui é possível utilizar a manufatura auxiliada por computador (CAM) para fornecer instruções detalhadas por meio de códigos que orientam as máquinas a realizarem a manufatura das peças.

O Sistema de Execução de Manufatura (MES) também pode ser utilizado nessa etapa para controlar e liberar a produção. A Gestão de Operações de Manufatura (MOM) também é uma opção que facilita o gerenciamento das operações e da qualidade do resultado.

4 Análise de amostras e fase de acabamento

Na análise de amostras ela tornará esse processo mais eficiente e rápido. Por exemplo, com uma Lavadora de Amostras, o processo de lavagem e secagem, que levaria 3 horas, ocorre em 20 minutos. Essa é uma máquina que utiliza pequenas amostras de tecidos, o que reduz o desperdício e aumenta a produtividade.

E nessa lista acrescenta-se a Embaladeira Automática Delta. Esse equipamento reduz cerca de 20% o custo com o uso de plástico. O que ainda torna os processos industriais mais sustentáveis.

5 Inspeção de qualidade

Já a inspeção de qualidade é mais eficaz com a automação. As revisadeiras automáticas ajudam na coleta de dados e no direcionamento do melhor corte, evitando falhas no produto final.

Bem como ainda é possível utilizar a automação têxtil em processos industriais, como o relaxamento das malhas, refilamento de bordas e contagem de golas, por exemplo. Tudo isso colabora com a produtividade, o que, consequentemente, beneficia a saúde financeira do seu negócio.

Invista em automação

Nesse conteúdo foi abordado a importância de investir em automação têxtil para garantir maior modernização, competitividade e lucratividade no seu negócio. Além de exemplos de aplicação dessa prática na indústria têxtil.

E se você deseja entender melhor como pode garantir qualidade e produtividade ao evitar gargalos, baixe o nosso infográfico gratuitamente.

automação têxtil