ago 07

Na intenção de economizar, muitas empresas ficam relutantes em trocar equipamentos antigos que ainda funcionam. Fato é que, apesar de funcionar, muitas vezes o maquinário ultrapassado pode estar atrapalhando a produtividade e reduzindo os lucros, causando o retrabalho na produção.

Para entender melhor como a tecnologia pode solucionar essa questão e o quanto ela vale a pena, continue a leitura!

 

Aumenta a vida útil do maquinário

Os equipamentos que foram produzidos anos atrás não contam com a mesma tecnologia dos atuais. Com o avanço da modernidade, surgiram funções que permitem uma série de benefícios, entre eles o aumento da vida útil do próprio maquinário.

Agora já se sabe quais são os problemas que ocorrem durante os anos e, por meio da tecnologia é possível evitá-los, inserindo avanços baseados nas necessidades encontradas. Com isso, a durabilidade dos equipamentos é maior, fazendo com que haja inclusive menos custos com manutenções e paradas não programadas.

 

 

Agiliza os processos para evitar retrabalho na produção

Um dos problemas que existiam era a demora na realização dos processos. Para realizar testes nos tecidos e analisar o percentual de encolhimento, desbotamento e outras características, por exemplo, muitas empresas utilizavam lavadoras e secadoras domésticas.

Por não serem feitos para uso industrial, eles funcionam, mas demoram até três horas para realizar o processo, além de necessitar de uma quantidade grande de tecido e água. Com as otimizações da tecnologia surgiram as lavadoras de amostras, que fazem o teste em pedaços pequenos de tecidos em apenas 20 minutos.

Com isso, o teste de tecidos e amostras podem ser feitos mais rapidamente, com mais qualidade e de maneira mais automatizada, gerando menos falhas e agilizando a produtividade do processo produtivo.

 

E-book]Como garantir o controle de qualidade na indústria têxtil?

 

Adaptação às novas tendências do setor

A tecnologia da Indústria 4.0 permite que as qualidades das peças produzidas evoluam, tanto que muitos equipamentos atuais são desenvolvidos para tipos de tecidos específicos. Apesar de aumentar a quantidade de maquinário necessária, isso faz com que sejam fabricadas peças com mais qualidade, além da otimização da operação, economia e segurança. Inclusive, alguns modelos de peças só são possíveis de serem fabricados em equipamentos mais tecnológicos, portanto, fabricantes que postergam a modernização, acabam se arriscando a ficar para trás.

 

Relacionado

 

Controle de qualidade avançado

Não é difícil encontrar confecções com problemas que não sabem como resolver simplesmente pelo fato de não entenderem onde está o erro e como resolvê-los. Com a ajuda da tecnologia, os processos se tornam mais aprimorados, a ponto de conseguir identificar a necessidade da troca de fornecedores, de maquinários, de operadores ou mesmo do layout das máquinas na fábrica.

Nosso cliente, a Objeto Brasil — indústria têxtil de Pomerode/SC — tinha grande capacidade de produção, mas só conseguia produzir a metade, além de estar com falhas nos processos.

Por meio da nossa consultoria produtiva, identificamos que a matéria-prima causava a improdutividade, pois os operadores precisavam interferir no processo com frequência, aumentando os setups e reprocessos.

Elas também causavam a produção de peças de segunda qualidade, que muitas vezes tinham um custo ainda maior por causa dos reprocessos, mas que eram vendidas por metade do preço.

Além disso, o teste de avaliação dimensional demorava e necessitava de mais tecidos, gerando consumo elevado de energia elétrica e alto consumo de malha. Indicamos então, a Lavadora de Amostras DWM555 que reduziu em 75% o consumo de malha, e economizou mais de R$15 mil reais mensais em energia elétrica e desperdício e também causou a diminuição drástica do retrabalho na produção.

Se a sua empresa está com problemas com o retrabalho na produção têxtil, nós podemos auxiliá-la, assim como auxiliamos a Objeto Brasil e muitas outras. Conheça nossas soluções e saiba como podemos ajudá-lo!