maio 07

O controle do tempo de produção representa um dos principais desafios da indústria textil, já que depende de outros processos, como a capacitação e maquinário da empresa, e afeta a competitividade e lucratividade. A redução desse tempo, que é chamado de lead time, torna os clientes mais satisfeitos e ainda reduz custos produtivos importantes.

Neste artigo, explicamos como calcular o seu lead time e estratégias para aplicar na sua gestão a fim de reduzir esse índice. Entenda.

 

O que é tempo de produção?

O tempo de produção, ou lead time, é todo o período que contempla o ciclo produtivo, ou seja, o tempo gasto desde o recebimento do pedido do cliente até a entrega das mercadorias. Após dar entrada na solicitação do comprador, se inicia todo o processo produtivo, como as fases de beneficiamento, montagem, embalagem e expedição. Então, quanto menor for esse espaço entre a primeira e última etapa, melhor.

 

Como calcular o tempo de produção da sua indústria têxtil?

Para calcular o tempo de produção você precisa listar todos os produtos e matérias-primas utilizadas em todas as fases de fabricação, o tempo que leva para adquiri-los, ou seja, desde o pedido até a entrega do seu fornecedor e o tempo de produção, que se refere às horas, dias ou meses necessárias para a produção dos produtos.

É importante não esquecer de incluir feriados e finais de semana, pausas e possíveis atrasos, como alguma vistoria agendada e treinamento de funcionários. Tendo isso anotado, basta somar todos esses fatores e assim terá o seu lead time.

 

Você já leu esses?

 

Como reduzir o tempo de produção?

tempo de produção-homem-pensando-sobre

A redução do seu lead time requer a implantação de estratégias que controlam e evitam possíveis atrasos e erros em todo o ciclo produtivo. A seguir, separamos os principais processos que não podem ser ignorados na sua gestão.

Otimize processos constantemente

A otimização de processos é um conjunto de ações que visam a redução de custos, minimização de erros, falhas e gargalos e outros aspectos que prejudicam a qualidade de produção, competitividade, imagem da empresa e lucratividade. Em outras palavras, são medidas estratégicas implantadas para a melhor utilização de todos os recursos — mão de obra, financeiro, tecnológico e maquinário.

Para que essa otimização ocorra de maneira eficiente, é necessário pelo mapeamento de processo, pois você precisa identificar todas as fases, responsáveis e materiais necessários em cada etapa produtiva. Além disso, é precisa trabalhar com políticas rígidas de controle e gestão de qualidade, para que problemas como defeitos, falhas e gargalos sejam evitados e contornados.

 

tempo de produção-E-book-Como garantir o controle de qualidade na indústria têxtil?

 

Atualize o seu maquinário

O mercado têxtil é muito volátil e frequentemente tem novas necessidades e demandas. Além disso, as tecnologias avançam e para ter uma gestão eficiente é preciso acompanhá-las para garantir competitividade, eficiência e produtividade com os menores gastos financeiros e de tempo.

Portanto, é necessário inovar e atualizar o seu maquinário, para que ele não se torne obsoleto, aumente o seu tempo de produção e prejudique todo o negócio. Para exemplificar, pense em uma relaxadeira. Processos que levam até 48 horas podem ser completados com mais qualidade em apenas alguns minutos, além de eliminar falhas e defeitos que são sinônimos de prejuízo.

 

Você já leu esses?

 

Invista no seu pessoal

Tão importante quanto ter maquinários atualizados e eficientes é ter uma equipe capacidade e treinada para operar esses equipamentos. Sempre que uma nova máquina for adquirida, os operadores precisam passar por um treinamento, para que saibam como funciona, o ganho que terão com o novo maquinário e medidas de segurança (principalmente aquelas relacionadas à NR12).

Também é importante que todos os colaboradores entendam sobre o processo de produção e não unicamente da etapa que são responsáveis.

 

tempo de produção-como se adequar a confecção 4.0

 

Automatize processos

Há processos que podem ser facilmente automatizados, para que os colaboradores não percam tempo com tarefas repetitivas e voltem os seus esforços para etapas e decisões mais complexas.

A fase de embalar os produtos, por exemplo, pode gerar desperdício de plástico, ser despadronizada e tomar um tempo valioso de diversos operadores. Para automatizar esse processo, as embaladeiras fazem todo o processo de embalar rolos de malha ou tecido sozinhas, de maneira padronizada e sem utilizar material em excesso.

Controlar e buscar maneiras de reduzir o tempo de produção é um desafio, porém é uma estratégia necessária para reduzir gastos, custos e garantir a sua competitividade de mercado. Afinal, uma indústria lenta perde clientes pela falta de agilidade e prazos de entrega.

Falando em inovar, aproveite para entender porque a inovação nos processos de produção é o melhor caminho para reduzir custos.