desperdícios texteis

maio 13

Os desperdícios têxteis podem causar um grande impacto negativo na saúde financeira do negócio e no meio ambiente. Saber identificá-los é essencial para entender como reduzir seus efeitos.

Pensando nisso, reunimos neste texto tudo que você precisa conhecer para evitar este problema em sua indústria. Confira!

Quais são os desperdícios têxteis

Os desperdícios têxteis são uma consequência do grande volume de produção da indústria, assim como também acontece em outros setores. No entanto, a quantidade e o impacto causados variam de acordo com o segmento de atuação.

E com a industrialização, a geração de resíduos passou a ser maior que a capacidade da natureza de absorção dos mesmos, gerando impactos negativos para o meio ambiente.

De acordo com o estudo sobre a Redução de Resíduos Têxteis e de Impactos Ambientais em uma Indústria de Confecções do Vestuário, pode-se denominar como resíduo tudo aquilo que for resto ou sobra gerado pelo processo de produção e que foi considerado como inútil, indesejado ou descartável.

Ao citar o Centro Nacional de Tecnologias Limpas (CNTL), os autores afirmam que “as confecções geram desperdícios significativos, principalmente da matéria-prima tecido, que é transformada em aparas, retalhos e peças rejeitadas”.

E ainda ressaltam que essa é uma causa gerada por conta do mau planejamento de criação, modelagem, corte e encaixe. Além da falta de qualidade ou padronização das matérias-primas, mão de obra desqualificada, e máquinas inapropriadas ou desatualizadas.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), também citada pelo artigo, afirma que os “resíduos têxteis são como resíduos sólidos, de classe II A – não inertes, que podem apresentar propriedades tais como: combustibilidade, biodegradabilidade ou solubilidade em água”.

Eles podem ser reutilizados ou reciclados desde que não tenham tido contato com contaminações durante os processos. Isso porque o óleo da máquina pode infectá-los e assim, eles passam a ser considerados perigosos, apresentando riscos à saúde pública. O que pode, também, apresentar efeitos ao meio ambiente e à taxa de mortalidade.

Apenas um retalho desse tecido contaminado pode corromper os resíduos limpos, em sua totalidade, impedindo a reutilização e a reciclagem.

Os impactos causados pelo desperdício

Um levantamento da revista Piauí, citando dados do Sebrae, aponta que são produzidas anualmente mais de 170 mil toneladas de lixo brasileiro oriundos de produtos têxteis, como sobras e descartes de tecido. Por exemplo, supõe-se que em uma camiseta de algodão são perdidos 50% de sobra de tecidos.

Além disso, 80% dos resíduos têxteis do Brasil, ainda de acordo com o Sebrae, são descartados em lixões ou espaços de incineração. Logo, apenas 20% são reciclados devidamente.

Ainda é possível citar outros desperdícios têxteis, como o de energia e água, que também impactam diretamente no meio ambiente. A crise hídrica já é uma realidade que vem sendo desenvolvida há anos. Portanto, garantir a preservação desses recursos naturais também faz parte de uma gestão eficiente de resíduos.

Fora os impactos apresentados, há também os efeitos que os desperdícios geram no processo têxtil e na lucratividade da indústria. Isso porque eles estão associados diretamente com as falhas na produção. O que, consequentemente, gera retrabalhos e perda de produtividade e qualidade na fabricação.

Somados a isso, há danos indiretos na produção. Isto é, ocorre o prejuízo no tempo e na entrega dos clientes devido aos atrasos gerados pela refação. Esses também são custos adquiridos por conta do desperdício.

Entenda como evitá-los

desperdícios têxteis

Diante do contexto apresentado, listamos algumas boas práticas e dicas que podem colaborar com uma gestão eficiente, consciente e responsável dos resíduos têxteis.

Realize o descarte correto

O descarte correto é um dos grandes responsáveis pela possibilidade de reciclagem e reutilização. Em casos de resíduos sem utilidade, faça o despejo em pontos de coleta responsáveis.

Já para a reutilização, a própria fábrica pode apostar em soluções de reprocessamento e reaproveitamento para gerar novos tecidos ou até mesmo, novas peças. Destaca-se, inclusive, que as redes e barbantes são feitas por meio de sobras têxteis.

E ainda é possível idealizar uma nova linha de produtos com foco na sustentabilidade. Ou seja, criar peças a partir da reciclagem e de retalhos. É possível, também, fechar parcerias com outros profissionais e empresas que desejam utilizar seus resíduos em produções mais artesanais, por exemplo.

Invista em produtos de qualidade

A matéria-prima utilizada também precisa ser de qualidade. A falta desse atributo pode resultar em mais desperdício graças à resistência do material. Ainda há a ideia de que optar por esses produtos gera mais custos para a empresa. No entanto, é exatamente as avarias que causam maior perda financeira.

A necessidade de refação, perda de tempo e produtividade, além de novas compras de materiais acarretam uma grande quantidade de lixo e insumos não utilizados. É preciso reutilizar o que não será aproveitado e investir em melhores materiais.

Adote o movimento zero waste

desperdícios têxteis

Comece a adotar o movimento zero waste. Esse é um conceito que se refere a redução da quantidade de lixo produzido à zero. Isso pode ser aplicado à estratégia de uma produção por demanda.

Entender o comportamento do consumidor é fundamental para produzir somente o necessário e que corresponda às suas expectativas. Dessa maneira, haverá a redução de gastos com fabricação acelerada, garantindo ainda mais o sucesso do seu negócio.

Planeje bem o corte

O corte é uma das fases que mais geram desperdício. Uma vez cortado errado, o tecido não poderá ser reaproveitado, a não ser que seja devidamente reciclado ou reutilizado.

O planejamento do corte com base em moldes corretos e tamanhos testados reduz os restos industriais e evita retalhos. O uso da tecnologia pode ser fundamental para garantir o bom planejamento e controle nessa fase.

A Inteligência Artificial, por exemplo, ajuda na coleta de dados de área útil, gramatura e rendimento do rolo. Essa ferramenta permite uma gestão de corte mais eficiente e certeira.

Soluções inteligentes e tecnológicas

Na mesma linha de raciocínio, estão as soluções inteligentes e tecnológicas. Isso significa investir em maquinários inovadores e modernos que colaboram com a redução de desperdícios.

Eles ajudam a reduzir também o custo de energia, tempo e ainda colaboram com a produtividade. Bem como, há máquinas que ajudam com o controle de qualidade eficaz e com o planejamento do corte.

As máquinas da Delta são bons exemplos disso. Inclusive, a Relaxadeira elimina o descanso convencional de 24 e 48 horas por apenas alguns minutos. E ainda:

  • Realiza o cálculo automático de gramatura e rendimento;
  • Fornece informações reais de largura e metragem do rolo;
  • E elimina defeitos dimensionais em peças cortadas, entre outros benefícios.

Mais uma vez, se faz necessário reforçar que o investimento em produtos de qualidade compensa a produção e elimina os desperdícios.

Elimine os desperdícios têxteis

Neste conteúdo apresentamos tudo que você precisa saber sobre os desperdícios têxteis e dicas de como eliminá-los de vez. Lembre-se que o investimento em qualidade é fundamental para evitar as perdas.

Os gargalos de produção também são responsáveis por possíveis resíduos têxteis, perda de produtividade e efeitos na saúde financeira do negócio. Então, se deseja saber mais sobre o assunto, baixe gratuitamente o nosso infográfico.