abr 16

Muitas vezes, as indústrias optam por parceiros internacionais em vez de um fornecedor nacional. Isso acontece por acreditarem que as máquinas para confecção são mais modernas e o que os custos será menor. No entanto, a realidade não é bem assim.

Além da negociação de valores, o custo de exportação, taxas, despachantes e outros processos quando se opta por fornecedores exteriores atrasam o recebimento do seu equipamento e ainda elevam o custo dele. Fatores esses que não acontecem com produtos nacionais.

Se você tem dúvidas nesse assunto, separamos 5 vantagens dar preferência às negociações com fornecedores nacionais. Entenda e evite gastar mais do que precisa.

 

1. Despesas

A importação de produtos para o Brasil acaba saindo mais cara do que comprar um produto nacional de primeira linha. Além do preço a ser pago, existem as despesas com o frete e a contratação de um agente de frete para que ele esteja autorizado a fazer o transporte do seu equipamento.

fornecedor nacional

Depois disso, ao chegar ao Brasil, é necessário contar com um despachante para fazer a nacionalização da sua máquina, já que é uma mercadoria de fora entrando no país. Durante esse processo, serão feitas vistorias para certificar de que a mercadoria é legal e toda a documentação está em dia.

Além disso, por mais que em alguns países do exterior o produto em si tenha o preço mais baixo, os impostos e demais encargos podem encarecer. Sem contar que existem diversas leis de importação.

 

Você Já leu esses?

 

2. Logística

O fornecedor nacional é consideravelmente mais vantajoso quando se considera prazos de entrega e todos os trâmites que citamos com os despachantes. Então, se você optar por um parceiro internacional, tenham em mente que não poderá programar a implementação do equipamento tão cedo.

Para que tenha uma ideia, mercadorias vindas da China, Índia e Vietnã tem prazos mínimos de 60 dias, já que o transporte é feito em navios. Se o seu equipamento apresentar alguma falha ou imprevisto em que a troca seja urgente, o fornecedor internacional certamente o deixará na mão.

Fator esse que não acontece com os nacionais, já que em poucos dias terá o seu equipamento na indústria pronto para ser utilizado, sem a necessidade de despachantes e processos de importação.

 

 

3. Comunicação

Outro ponto que pode afetar tanto a sua negociação quanto a agilidade de recebimento do seu equipamento é a comunicação. No caso dos fornecedores internacionais, todo o suporte e atendimento é feito em inglês e ainda há a questão do fuso horário que pode atrasar o seu planejamento.

Já o fornecedor nacional terá o mesmo horário de trabalho que você, a comunicação é simples, direta e no mesmo idioma, sendo que isso agilizará e facilitará muito todo o processo de negociação e entrega. Aliás, essa demora pode causar problemas na eficiência produtiva da sua fábrica.

Então, sempre busque por parceiros que atendam às necessidades da sua empresa e defina um canal eficiente e aberto para estabelecer essa relação.

 

4. Parceria

Será consideravelmente mais fácil e viável estreitar o relacionamento com um fornecedor nacional do que com empresas do exterior. Isso pode acontecer por diversos motivos, como culturas diferentes, comunicação demorada e divergências nas negociações e legislações.

Nesse sentido, trabalhar em parceria com pessoas do mesmo país é mais fácil, já que, além de estarem mais perto um do outro, a comunicação é a mesma. Sem contar que será mais fácil que os prazos e condições de pagamento atendam ambas as partes, sendo esse fato um determinante para manter um relacionamento de parceria com qualquer fornecedor.

 

 

5. Legislação

Sem sombra de dúvidas, as questões legais e de adequações às normas é um dos quesitos que mais pesa na escolha de um fornecedor nacional. Um exemplo claro e importante disso é a NR12. Essa norma regulamentadora é obrigatória, porém, nem sempre, os equipamentos importados são adequados a ela. Com isso, é necessário alinhar as características da máquina às diretrizes nessa NR.

Ou seja, esse será mais um custo que você terá ao investir em um equipamento internacional, sendo que isso não ocorre com fabricantes nacionais. Aqui no Brasil, as máquinas e equipamentos já saem das fabricadas em conformidade com todas as legislações nacionais. Então, basta comprar e usar, pois não há necessidade de fazer investimentos em adequações.

Como pode perceber, optar por fornecedores nacionais para investir nas suas tecnologias e maquinários têxteis sai mais em conta do que aqueles internacionais. Também vale ressaltar que o Brasil tem fabricantes excelentes e com produtos de primeira linha, então não há real necessidade de gastar mais tempo e recursos com mercadorias vindas de fora.

Sua produção está com baixa produtividade ou parando muito? Aproveite para conferir o nosso artigo com os principais problemas na confecção e como resolvê-los.