manufatura avançada

ago 15

Você já ouviu falar em manufatura avançada? O termo se refere à Indústria 4.0, que tem como característica os controles remotos de produção, sendo esta realizada por meio de sensores e equipamentos conectados em rede.

Apesar de muitos acreditarem que este conceito está longe de ser implementado, na realidade ele já é aplicável e vem sendo testado no mercado. Para saber mais sobre este tema, basta continuar a leitura!

 

O que é manufatura avançada, exatamente?

Na prática, uma indústria que utiliza a manufatura avançada tem linhas de montagens inteligentes que possuem o mínimo de interação humana. As linhas de montagem e os produtos trocam informações, realizando o trabalho de maneira autônoma.

Os sistemas trocam informações inclusive sobre compras e estoque, indicando quando um material está acabando para que a reposição seja realizada. Depois, os sensores detectam e avisam a cadeia de fornecimento, que entrega os materiais sob demanda.

 

Quais são os benefícios que ela proporciona à indústria têxtil?

Com a manufatura avançada, o consumidor consegue projetar suas próprias roupas, por meio de tecnologias que possibilitam a customização em massa. Essa possibilidade de personalização satisfará diversos perfis de compradores, que poderão adquirir o produto com o estilo escolhido e nos tamanhos certos.

 

Pessoas avaliando o desempenho da implantação da manufatura avançada.
Entre os benefícios estão os a redução de estoque e o ganho produtivo.

 

Além disso, haverá ganho de tempo, uma vez que a produção será autônoma e mais ágil. Como a reposição das matérias-primas são feitas sob demanda e os produtos são vendidos quando as encomendas são solicitadas, há ainda uma redução no estoque.

Com menor interferência humana, consequentemente, ocorrem menos falhas. Contanto que o sistema esteja funcionando de modo adequado, todas as peças serão produzidas de modo igual e com a qualidade esperada.

Isso porque o Big Data ajuda a compreender diversos cenários possíveis, depois basta interpretar tais dados para tomar a melhor decisão. O ganho produtivo é realmente impactante quando analisado de modo geral.

 

+Saiba mais: 5 benefícios de adotar a coleta de dados na gestão de qualidade
+Saiba mais: O que é controle de qualidade? Como funciona na indústria têxtil?

 

Quem já está implementando?

Se para você este cenário está longe de se tornar realidade, saiba que a tecnologia já está disponível, é preciso apenas que as empresas passem a utilizá-la. Uma prova disso é a fábrica modelo de confecção 4.0 do SENAI CETIQT.

Nela, o consumidor utiliza um espelho virtual que simula o produto vestido, depois ele escolhe personalizações como estampas e tamanhos. Um robô colaborativo afere o tônus muscular para adequar a modelagem. O consumidor assina a obra e ela vai para a confecção, que se inicia em uma impressora.

 

O processo é feito quase todo por máquinas, com exceção do fechamento do produto. Após a finalização, a peça é embalada automaticamente e um braço robótico armazena o produto até a retirada, que é feita por meio da apresentação do QR Code entregue ao cliente no início do processo.

 

+Saiba mais: Fast Fashion: o que é e seus impactos na produção têxtil
+Saiba mais: Indústria 4.0 têxtil: controlando a qualidade na era da manufatura avançada

 

Por que é necessário iniciar essa transformação o quanto antes?

É preciso estar ciente de que essas tecnologias logo se tornarão uma tendência, uma vez que traz tantos benefícios ao processo produtivo. De acordo com este artigo da Gazeta do Povo, até 2027 15% das indústrias irão atuar no conceito da indústria 4.0. Além disso, conforme dito por Robson Wanka, Gerente de Educação do CETIQT, em uma entrevista concedida ao nosso blog:

 

“Uma grande mudança vai acontecer quando essa tendência chegar à Indústria 4.0. Quem não se adequar vai ficar para trás.”

 

Mas calma, a sua fábrica não precisa se adequar de um dia para o outro. Aqui no Brasil as empresas estão começando a trilhar por este caminho, por isso, este é o momento de se destacar. É hora de sair na frente e tomar decisões com calma e assertividade.

O investimento pode ser feito aos poucos, com equipamentos que são produzidos para a Indústria 4.0, mas que também são utilizados juntamente com tecnologias mais antigas. Dessa forma, quando o investimento der um retorno, é possível reinvestir novamente, até que a evolução esteja completa.

Representação gráfica da fórmula para encontrar o retorno sobre investimento ou ROI. Em relação a aplicação da manufatura avançada.

Alguns dos equipamentos disponibilizados pela Delta podem ser tomados como exemplo. A Relaxadeira de Malhas reduz o tempo de relaxamento de, aproximadamente, 48 horas para alguns minutos — agilizando o processo produtivo.

 

A Revisadeira faz com que o controle de qualidade seja automatizado, proporcionando maior rapidez e eficiência a esse processo. Além dessas, existem diversas outras soluções que podem ser mencionadas. É preciso pesquisar as novas tecnologias e encontrar a que mais se encaixa às necessidades da sua indústria.

 

E-book]Como garantir o controle de qualidade na indústria têxtil?

 

Também é preciso realizar treinamentos com os colaboradores, preparando-os para utilizar os novos equipamentos. Até mesmo a cultura organizacional da empresa pode ser impactada, já que as mudanças podem trazer receios.

Porém, é preciso lembrar-se sempre de todos os benefícios que podem vir junto a elas. Confira um pouco sobre o tema neste artigo em que explicamos porquê fazer investimentos no maquinário pode reduzir os custos da indústria!