mar 19

A tecnologia auxilia em diversos processos na indústria têxtil, inclusive no controle de umidade dos artigos têxteis. Os equipamentos desenvolvidos podem ser grandes aliados no controle de qualidade, auxiliando ainda na produtividade, melhora da qualidade dos artigos e redução de falhas.

Um exemplo é o controle de umidade de artigos têxteis, que antes causava diversos problemas para as indústrias. Com a chegada da Estação Hidro Aspersora, o processo é automatizado, gerando uma série de benefícios para a empresa. Continue a leitura e confira!

 

Otimização da qualidade do acabamento para evitar a umidade de artigos têxteis

O controle de umidade de artigos têxteis é uma etapa importante que deve ser realizada antes da venda do rolo pois, quando ele é armazenado durante muito tempo sem embalagem, tende a alterar os percentuais de umidade e pode absorver ou perder umidade para o ambiente.

Essa alteração prejudica a qualidade do rolo, visto que o percentual de umidade na parte interna do rolo é diferente do percentual de umidade da parte externa do rolo (exposta ao clima). Sendo assim, o equipamento é responsável e faz com que o rolo todo tenha a umidade adequada, conforme o percentual natural de cada artigo, impactando no toque e caimento da malha.

 

Você já leu esses?

 

Automatização de processos e ganho de escala

A automatização de processos está cada vez mais comum na indústria têxtil e o futuro promete inovações que irão facilitar cada vez mais o aumento da produtividade, a redução de falhas humanas e a possibilidade de produzir cada vez mais em menos tempo.

O ganho de escala consegue proporcionar um diferencial muito grande. No caso da Estação Hidro Aspersora, ela realiza o equilíbrio da umidade de cada tecido com precisão. Por exemplo: se o material cotton, que deveria ter entre 7% a 8% de umidade, e está com 4%, a máquina aplica os 3% que faltam. Se estiver com 5%, ele aplica somente mais 2% e assim por diante.

Ela ainda pode conter um sensor residual que analisa a umidade do tecido e vai realizando a correção automaticamente, basta informar qual tecido será analisado. Com isso, o material têxtil ficará com o percentual de umidade uniforme (início, meio e final do rolo) e ideal conforme suas particularidades(regain).

 

umidade de artigos têxteis-E-book-Como garantir o controle de qualidade na indústria têxtil?

 

Ganho de escala e aumento da capacidade produtiva

Apesar de ser possível inserir a gramatura e a composição do artigo manualmente para escolhas mais personalizadas, uma das opções presentes na Estação Hidro Aspersora é a criação de “receitas” que são opções que você deixa salvas e vai utilizando conforme a necessidade. Com isso, você pode realizar os serviços com muito mais agilidade, ganhando escala e aumentando a sua capacidade produtiva.

Além disso, a malha é vendida em quilos, o que significa que a umidade natural dos artigos que geraria o peso é perdida (quebra), causando prejuízos. Já com o equipamento, a umidade é recuperada e não há perdas desnecessárias.

 

umidade de artigos têxteis - como se adequar a confecção 4.0

 

Ganho de competitividade

Antigamente se falava da Indústria 4.0 como um futuro possível, mas agora ela já é uma realidade. Uma prova disso é que a modernização do controle de qualidade pode possibilitar inclusive a integração com outros dispositivos, como o ERP para salvar, imprimir, colocar leitor de código de barras e muito mais.

Grandes empresas já estão se adequando e agora isso é possível também para as médias empresas, tornando o mercado ainda mais competitivo. Aquelas que deixarem para última hora, correm o risco de perder espaço no mercado.

Quer entender mais sobre Indústria 4.0? Confira agora mesmo nosso artigo “O futuro da Indústria Têxtil na Era 4.0: com Robson Wanka”!